5 compositores brasileiros que você precisa conhecer!

José Maurício Nunes Garcia (1767-1830)

José Maurício Nunes Garcia foi um padre católico, maestro, professor, instrumentista e compositor. Por ser mulato, optou pela vida religiosa por ser a uma forma de ascensão social. Foi nomeado mestre de capela da Catedral do Rio de Janeiro no final do século XVIII, e transcorrendo ao longo da primeira parte do período em que a corte portuguesa esteve no Rio. Nessa época, caiu nas graças do príncipe-regente dom João, que foi um grande admirador de seu talento, indicando-o diretor da Capela Real e fazendo-o cavaleiro da Ordem de Cristo.

Antônio Carlos Gomes (1836-1896)

Antônio Carlos Gomes ficou conhecido pelas suas óperas. Estudou na Europa e suas composições são bem ao estilo italiano. Foi o primeiro compositor brasileiro a ter suas obras apresentadas no renomado Teatro alla Scala, em Milão, na Itália. É vasto também o repertório de canções, muitas delas bem conhecidas para as gerações dos nossos avós. A ópera Il Guarany ficou no nosso imaginário por ser a música do “Horário do Brasil”.

Alberto Nepomuceno (1864-1920)

Nascido em Fortaleza, Alberto Nepomuceno foi um compositor, pianista, organista e regente brasileiro. É considerado o “pai” do nacionalismo na música erudita brasileira Foi um grande defensor das causas republicana e abolicionista. Ao passar uma temporada na Europa, apaixonou-se pela pianista norueguesa Walborg Bang, com quem se casou em 1893. Ela era aluna de Edvard Grieg, o mais importante compositor norueguês da época, representante máximo do nacionalismo romântico. Após seu casamento, foi morar na casa de Grieg em Bergen. Esta amizade foi fundamental para que Nepomuceno elaborasse um ideal nacionalista e, sobretudo, se definisse por uma obra atenta à riqueza cultural brasileira. No dia 4 de agosto de 1895, Nepomuceno realizou um concerto histórico, marcando o início de uma campanha que lhe rendeu muitas críticas e censuras. Apresentou pela primeira vez, no Instituto Nacional de Música, uma série de canções em português, de sua autoria. Estava deflagrada a guerra pela nacionalização da música erudita brasileira. O concerto atingia diretamente aqueles que afirmavam que a língua portuguesa era inadequada para o bel canto. A polêmica tomou conta da imprensa e Nepomuceno travou uma verdadeira batalha contra o crítico Oscar Guanabarino, defensor ardoroso do canto em italiano, afirmando: “Não tem pátria um povo que não canta em sua língua”.

Heitor Villa-Lobos (1887-1959)

Heitor Villa-Lobos foi um compositor, maestro, violoncelista, pianista e violonista brasileiro,descrito como “a figura criativa mais significativa do Século XX na música clássica brasileira”, e se tornando o compositor sul-americano mais conhecido de todos os tempos. Compositor prolífico, escreveu numerosas obras orquestrais, de câmara, instrumentais e vocais, totalizando mais de 2 mil obras até sua morte, em 1959. Destaca-se por ter sido o principal responsável pela descoberta de uma linguagem peculiarmente brasileira em música, sendo considerado o maior expoente da música do modernismo no Brasil.

Mozart Camargo Guarnieri (1907-1993)

Camargo Guarnieri nasceu na cidade do Tietê, no interior de São Paulo. Seu pai era um imigrante italiano e sua mãe vinha de uma tradicional família paulista. O pai, Miguel Guarnieri, era barbeiro e músico, e tocava flauta. A mãe, Gécia de Arruda Camargo Penteado, tocava piano. O pequeno Guarnieri aprendeu música em casa. Em 1923, Miguel Guarnieri decidiu mudar-se com a família para São Paulo a fim de proporcionar melhores condições de estudo da música ao filho. Sendo uma família de poucos recursos financeiros, Guarnieri trabalhou junto com o pai na barbearia e trabalhou como pianista. Até 1925 manteve vários empregos, tocando em cinemas, lojas de partitura e casas de baile da cidade. Em 1935 a prefeitura de São Paulo criou o Departamento de Cultura, cujo primeiro diretor, Mário de Andrade, convidou Guarnieri como regente do Coral Paulistano. A década de 1950 também marca o início do que vai ficar conhecido como Escola Paulista – com Camargo Guarnieri tornando-se um dos principais professores de composição no país.

Equipe Camerata Benesi


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s